Publicador de conteúdo Publicador de conteúdo

Retornar para página inteira
Voltar

Resíduos de agrotóxicos: Evite iodo para remover

19/11/2015 11:03

Na internet proliferam “receitas milagrosas” para quase tudo, inclusive para remoção de resíduo de agrotóxico em alimentos. A mais recente delas é o uso de soluções contendo a substância química iodo.

 

Além de não haver dados científicos originados de análise laboratorial que confirmem a eficácia desta prática, é importante saber que o iodo possui ação oxidante. Assim, pode oxidar não somente os resíduos de agrotóxicos como também vitaminas, flavonoides e outros compostos benéficos presentes na superfície dos alimentos, o que levará à diminuição de seu conteúdo nutricional.

 

O iodo em tintura alcoólica está registrado na Anvisa como medicamento, por sua ação bactericida, de modo que seu uso deve ter finalidade exclusivamente terapêutica. Então lembre-se: caso opte pela aquisição de alimentos produzidos pela agricultura convencional, a recomendação mais segura e correta para diminuição do nível residual de agrotóxicos da superfície é lavá-los bem em água corrente, com auxílio de uma esponja ou escovinha destinadas somente para esta finalidade.

 

O emprego de pequena quantidade de detergente ou sabão neutro não é contraindicado e pode auxiliar no processo de remoção. Assegure-se apenas de enxaguar devidamente o alimento em água corrente para que não ocorra simplesmente a troca de moléculas de agrotóxicos pelas de detergente ou sabão.

 

Já a imersão prévia dos alimentos por 20 min em água com hipoclorito de sódio (água sanitária) pode (e deve) ser feita, porém sua finalidade é diminuir a contaminação por germes e micróbios, devido a sua ação biocida.