Voltar

Inseticidas e repelentes eletrônicos devem ter registro

27/07/2015 00:05

 

Na tentativa de afastar o mosquito da dengue, muitas pessoas acabam recorrendo a inseticidas ou repelentes eletrônicos. Esses produtos são considerados saneantes e devem ter registro na Anvisa. No momento do registro, o fabricante tem que comprovar que aquele produto realmente funciona.

 

Qual a diferença entre eles? Os inseticidas são indicados para matar os mosquitos e os repelentes apenas os afastam do ambiente.

 

Antes de utilizar o produto verifique sempre se ele foi aprovado pela Anvisa.  A rotulagem aprovada também pode ser consultada no site da Agência, e deve ser igual a que está sendo vendida.

 

Os repelentes eletrônicos não devem ser utilizados em locais com pouca ventilação, nem em presença de pessoas asmáticas ou com alergias respiratórias.  Podem ser utilizados em qualquer ambiente da casa desde que o aparelho esteja, no mínimo, a 2 metros de distância das pessoas.

 

Até o momento não existe comprovação de eficácia de inseticidas naturais, como os óleos de citronela, andiroba, cravo, etc. Velas, incensos e limpadores repelentes também não foram avaliados pela Anvisa e, por isso, e não possuem eficácia comprovada. 

Para consultar se um saneante tem registro na Anvisa, acesse aqui ou ligue para 0800-642 9782.